Portal Promutuca

Twitter Flickr YouTube Google Facebook

Estância Serrana implementa fórmulas contra desmatamentos


Os condomínios de Nova Lima, em especial os situados no Vale do Mutuca, que integra a Associação Promutuca, têm trabalhado intensamente pela preservação da região. Nesta entrevista, publicada no Informativo do Promutuca, o síndico do Condomínio Estância Serrana, Manuel Augusto Caillaux, explica que o condomínio está trabalhando junto ao IBAMA para verificar a possibilidade de cadastramento junto ao Projeto ASAS (Área de Soltura de Animais Silvestres) e já constataram
a existência de mais de 120 espécies de pássaros na região, várias delas ameaçadas de extinção. Veja algumas das propostas de trabalho dos moradores do Estância Serrana, segundo o seu síndico:

PRESERVAÇÃO

Além de buscar o Cadastrado junto ao Projeto ASAS – Área de Soltura de Animais Silvestres, do Ibama, o Estância Serrana também incentiva o plantio de espécies típicas, principalmente da Mata Atlântica. No Condomínio Estância Serrana há cerca de 120 mil m² de área verde. Esta área é um resquício de Mata Atlântico extremamente bem preservado, que faz parte de um importante corredor ecológico que fi nda em Ouro Preto. Entretanto, nós condôminos fi camos sempre apreensivos com algumas tentativas de desmatamento realizadas por pessoas pouco comprometidas com o meio ambiente e com a qualidade de vida dos moradores.

OBJETIVOS AMBIENTAIS


O Condomínio Estância Serrana tem a intenção de manter a árdua fiscalização das áreas verdes que o compõem, efetuando, através de sua Comissão de Meio Ambiente, o plantio de inúmeras árvores típicas ameaçadas de extinção. Através de assembleia, foi aprovada a compra de cem mudas de Palmito-Jussara, que serão distribuídas entre os condôminos para o plantio nas áreas verdes do Estância Serrana. O Palmito-Jussara encontra-se extremamente ameaçado de extinção e seus frutos atraem muitos pássaros e animais silvestres. Como sou um amante nato de árvores, tive a iniciativa de plantar várias mudas de frutíferas pertencentes à Mata Atlântica e que também se encontram ameaçadas de extinção, como Cambuci e o Bacupari. Outra importante contribuição ambiental recente foi o cadastramento do Estância Serrana junto ao projeto ASAS - Área de Soltura de Aves Silvestres do IBAMA - Instituto Brasileiro de Meio Ambiente. Para isso, transformei um antigo canil de minha residência em um viveiro capaz de abrigar os pássaros recém capturados pelo IBAMA para serem soltos em nossa Mata Atlântica após um período de adaptação. Estas são fórmulas para se evitar futuros desmatamentos.

Mais Artigos