Portal Promutuca

Twitter Flickr YouTube Google Facebook

Reflexões atuais

Por Gisele Kimura

Prezado leitor,

As próximas páginas desta edição estarão recheadas de informações sobre meio ambiente. O Jornal do Belvedere sempre foi um grande parceiro, que busca investigar com profundidade as questões da nossa região, dando voz a muitos de nossos questionamentos.

Neste mês, em que se comemora o Dia Mundial do Meio Ambiente, fomos convidados a fazer uma refl exão do Promutuca com relação a esta data. Mostrando o que a região tem a comemorar e a lamentar, além das lutas e conquistas mais recentes da nossa associação.

Primeiramente, temos tentado fazer com que a legislação ambiental seja minimamente cumprida. Por incrível que pareça, apenas isto já tem sido um enorme desafi o. Quem mora nesta região certamente já deve ter ouvido falar do loteamento Vila Castela 2, que tem sido um tema importante de nossas ações nos últimos anos, bem como de outros empreendimentos imobiliários cuja legalidade questionamos. Se o cumprimento da legislação é um avanço, então temos tido alternadamente retrocessos e avanços nessa área.

Recentemente, no fi nal de abril, participamos do processo eletivo para o novo CODEMA de Nova Lima como entidade ambientalista. A reativação do CODEMA é um avanço para o município, mas a sua demora e a forma como o antigo conselho foi conduzido foram lamentáveis.

Ao longo dos anos, promovemos eventos, encontros, discussões sobre o Plano Diretor de Nova Lima, criamos oportunidades para que as pessoas se reunissem, trocassem idéias, conhecessem a realidade de nossa região. Com todas as dificuldades que toda associação tem, ainda acreditamos que o Promutuca e outras entidades ambientalistas têm um papel importante para a sociedade, buscando um contraponto ao desenvolvimento a qualquer preço.

É difícil avaliar se temos tido mais frustrações ou sucesso. Afi nal, a história não se faz em um processo linear em direção a um só caminho. O mundo vibra em um pulsar dinâmico para todas as direções, com toda a diversidade que existe. Em geral, vemos que em algum momento no passado, o homem afrouxou os seus laços com a Terra. Por outro lado, nas últimas décadas também percebemos a necessidade de resgatar estes vínculos mais profundos com o planeta.

Não sei para onde iremos. Admito que à svezes desanimo, vendo como é difícil modifi car alguns hábitos tão automáticos quanto perdulários. Olhar para o passado certamente nos ajuda a perceber erros e possibilidades. Contudo, o futuro não está escrito em lugar algum exceto nas nossas próprias ações de hoje. Quando penso nisso, quando me encontro com os colegas do Promutuca e tantos outros que acreditam em mudanças, me motivo a doar um pouco mais do meu tempo e da minha energia para continuar questionando, contribuindo, participando... ou seja, me importando.

Assim, gostaria de deixar aqui uma refl exão e um convite ao mesmo tempo. 5 de junho é o Dia Mundial do Meio Ambiente. Mas não há outra data e nem outro tempo para construir uma realidade melhor senão o hoje e o agora.

Jornal do Belvedere nº70 - Coluna da Promutuca - Página 2

Mais Artigos