Portal Promutuca

Twitter Flickr YouTube Google Facebook

Estância d’El Rey prioriza a preservação ambiental

Coluna do Síndico
Entrevista com Alexandre Dolabella

A especulação imobiliária impulsionada por órgãos públicos facilmente convencidos a compactuar com uma ocupação saturada é uma das preocupações do Estância d’El Rey

 Qual é a atual situação ambiental do condomínio Estância d’El Rey?

Começamos há pouco mais de um ano com uma ação com o objetivo de dar vida a um bairro abandonado pelos órgãos públicos. Nesse sentido, estamos regularizando a associação dos moradores e proprietários de lotes do Estância d’El Rey. Com a contribuição de todos os associados, também estamos agindo para manter vias limpas, recuperando meio-fios, desentupindo bocas de lobo, e a curto prazo pretendemos  colocar placas de sinalização e de conscientização ecológica, com o apoio da Promutuca. Temos realizado ainda insistente trabalho junto aos correios, para que nossas correspondências sejam entregues devidamente, serviço básico ainda longe do ideal. Apesar dos poucos recursos, já que somos apenas 12 famílias associadas, temos que fazer o pouco que é possível, senão nada se faz.
 O Estância d’El Rey sofre ameaças não apenas em virtude da especulação imobiliária no entorno da região, como também de visitantes, principalmente os “trilheiros” que ainda precisam ser mais conscientes em relação à velocidade dentro do condomínio e ao trânsito fora das trilhas.
 
Quais são os principais objetivos ambientais da administração?

A Bacia do Córrego do Gregório é formada por cinco nascentes principais: duas no Vale dos Cristais, duas na região entre o Vale dos Cristais e o Vila Alpina, e uma no Estância Del Rey. O Córrego do Gregório segue paralelo à Alamêda Serra dos Órgãos e se encontra com as águas do Córrego do Mutuca abaixo da ponte da portaria 3 do Vila d’El Rey,. Justamente na região das duas nascentes entre os condomínios (Vale dos Cristais e Vila Alpina) planeja-se um novo empreendimento imobiliário. Por isso é fundamental estarmos atentos para proteger todo esse frágil ecossistema contra lançamento indevido de esgotos, assoreamentos, erosões, desmatamento, queimadas, e construções de fossas e poços artesianos sem controle.

Quais as principais dificuldades do condomínio?

O final da Alamêda Serra dos Órgãos, onde começa a trilha “Perdidas”, é um local que atrai muitos visitantes e freqüentemente tem sido transformado em despejo de entulhos, sem nenhuma fiscalização. Outro grande problema é que alguns motoqueiros sem consciência ambiental insistem em criar atalhos nas montanhas, destruindo a vegetação e abrindo rasgos propícios à erosão. Para tentar reverter essa situação, com o apoio da Promutuca estamos providenciando a instalação de placas educativas para o local, com apelo direto de conscientização ambiental voltado não apenas aos visitantes como também aos moradores do Estância d’El Rey.

Qual a importância da participação dos síndicos dos condomínios no conselho deliberativo da Promutuca?

A atuação e o comprometimento dos síndicos e também de todos os moradores é o único caminho para que se faça algo realmente concreto em defesa da sustentabilidade ambiental do Vale do Mutuca. E essa integração é essencial não apenas para reforçar a representatividade da Promutuca, como também para colocar em prática outras iniciativas. A conscientização é só um primeiro passo para a construção de ações que possibilitem mudanças de fato, fazendo-se cumprir as leis ambientais sem brechas para uma especulação imobiliária abusiva

O que se espera da atuação da Promutuca?
O mais importante é que seja colocado em prática um projeto que englobe o Vale do Mutuca como um todo, acima de vaidades ou fronteiras, com a prioridade de proteger principalmente as matas remanescentes e as nascentes existentes na região. E a Promutuca tem sido enfática nesse sentido, como aconteceu, por exemplo, com o loteamento Vila Castela II, cujas obras estão paralisadas.
Acredito que a Promutuca tem todo o potencial para ser o catalizador dos interesses ambientais do Vale, tornando-o realmente ecológico, limpo e sustentável.  Acredito que a Associação Promutuca deva buscar novos parceiros, inclusive para estender sua atuação a regiões circunvizinhas, em uma ação integrada que promova proteção ao meio ambiente acima de interesses econômicos.