Portal Promutuca

Twitter Flickr YouTube Google Facebook

Blitz Promutuca mobiliza novos associados

Aumentar o quadro de associados patrocinadores e obter novos recursos para suas ações em defesa do meio ambiente. Estes foram os principais objetivos da Blitz Promutuca, realizada no último dia 28 de maio, em todas as portarias dos condomínios que compõem a Associação. E os primeiros resultados são animadores. Mais de 200 moradores do Vale do Mutuca já se cadastraram para contribuir mensalmente com valores de R$ 20, R$ 30 e R$ 50.00.

Flávio Krollmann, diretor financeiro da Promutuca, informa que Associação custeia parte de seus custos - como despesas com processos judiciais, suporte administrativo e publicação do Informativo, entre outros -, graças às contribuições dos loteamentos e condomínios do Vale. “Apesar desse apoio, precisamos agora aumentar nossa arrecadação a fim de viabilizar novos projetos, como a elaboração de estudos técnicos na região a fim de aprimorar a sustentação de nossos pleitos e ações junto aos órgãos ambientais”, diz.

A Blitz Promutuca, segundo ele, tem caráter permanente, e as contribuições voluntárias poderão ser efetuadas através de boletos bancários entregues diretamente nas residências dos novos associados, mediante cadastramento junto à Promutuca.

Outras informações: 3581-1166 ou www.promutuca.org.br

“Moro no Vale do Mutuca há 10 anos. Durante esse período tenho acompanhado a seriedade do trabalho da Promutuca. Admiro pessoas de coragem, que visam o bem-estar coletivo e não se intimidam diante de tantas ameaças ao meio ambiente e à qualidade de vida na região. Estou feliz por contribuir. Principalmente porque que a Promutuca necessita de recursos humanos e financeiros para obter êxito em suas ações”.
Leda Botelho Casassanta, Vila Alpina

“A Promutuca representa a voz de todos os moradores preocupados com a preservação ambiental do Vale do Mutuca. Por isso decidi contribuir. Mas é preciso que cada morador também participe da Associação de uma forma mais pró-ativa, a fim de não transferir unicamente para o poder público a responsabilidade pelas decisões que afetem o nosso dia-a-dia. É preciso preservar a região do crescimento desordenado que atinge não apenas Nova Lima como também toda a região metropolitana de BH”
Silvana Castanha Cló, Vila do Conde