Portal Promutuca

Twitter Flickr YouTube Google Facebook

O que se espera do Codema na próxima Administração


A expectativa de entidades e pessoas que trabalham por um desenvolvimento sustentável e repudiam qualquer tipo de degradação ambiental, como é o caso da Promutuca, é que na próxima administração municipal de Nova Lima o Conselho Municipal de Desenvolvimento Ambiental (Codema) seja mais representativo da sociedade civil organizada e atue de forma mais eficaz. Há muitas críticas em relação ao órgão e um dos problemas mais recentes envolvendo-o foi a tentativa de destituir o conselheiro Roney Bernardes Rocha, um dos fundadores do Movimento SOS Nova Lima, que tem uma
atuação exemplar nas questões de defesa ambiental no município.

Comunitária Jardins de Petrópolis, onde ele mora, que considerou que o conselheiro não respeitou a decisão de uma assembleia de moradores que votou pelo asfaltamento da via denominada Morro do Pires. O advogado Walmir Braga, representando o conselhereiro,
entrou com pedido de liminar que foi deferido pela juíza Myrna Fabiana Monteiro Souto, da Primeira Vara Cívil de
Nova Lima. A justificativa foi de que apesar de ser indicado pela referida Associação, o conselheiro representa o conjunto das associações comunitárias e não individualmente uma ou outra administração.

Há muitas críticas em relação ao Codema e um dos problemas mais recentes envolvendo o órgão foi a tentativa de destituir o conselheiro Roney Bernardes Rocha.

A Secretaria Municipal de Meio Ambiente de Nova Lima recorreu da liminar, porém o desembargador Geraldo Augusto, do Tribunal de Justiça de Minas Gerais, indeferiu a “tutela antecipada” (liminar) requerida. Com isto, a liminar continua
vigente e Roney permanece representando as Associações naquele órgão. A Associação Promutuca assinou o manifesto repudiando a tentativa de destituição do conselheiro do Codema e continuará defendendo sua permanência, por considerar que trata-se de uma pessoa séria, ética e competente para exercer esse cargo.