Portal Promutuca

Twitter Flickr YouTube Google Facebook

Lixo verde dos condomínios ganha destinação correta

Uma parceria entre alguns condomínios como o Villa Alpina, Vila Del Rey, Vila Castela, Estância Serrana e Bosque da Ribeira e o Instituto Kairós está possibilitando a destinação correta do lixo verde – folhas, grama e matos recolhidos após as podas dos jardins das residências.

A gerente administrativa do Villa Alpina, Edilenne Tomás de Faria, diz que dois caminhões de lixo verde estão sendo recolhidos, em cada um dos condomínios, duas vezes por semana, e encaminhados ao Kairós que faz a compostagem do material e, posteriormente, o utiliza como adubo em viveiros e hortas do instituto.

“Apesar de ainda não haver coleta seletiva de materiais recicláveis em nosso condomínio, a separação do lixo verde, que é entregue embalado ou amarrado em feixes, começa a despertar maior conscientização dos moradores a respeito da importância da separação correta do lixo”, afi rma Edelenne.

Instituto Kairós

Compostagem

O coordenador operacional do Kairós, Flávio Lima, explica que o instituto desenvolve um programa de compostagem participativa para produção de adubo composto, a partir do resíduo gerado na região. “Esta ação visa o envolvimento comunitário e a reciclagem do material que seria descartado pela rede de comerciantes e condomínios da localidade. Reciclar os resíduos orgânicos e transformá-los em adubo é uma atitude que tanto desonera os custos públicos de recolhimento de resíduos sólidos para o aterro, quanto faz o proveito consciente dos recursos disponíveis”, afi rma.

Farmácia Viva

“No âmbito do Programa Farmácia Viva, que visa à consolidação do serviço de fi toterapia no SUS municipal de Nova Lima, o adubo
produzido possibilita uma rede de ações em saúde para a produção de plantas medicinais. As plantas são transformadas em medicamentos fitoterápicos, que por sua vez são distribuídos gratuitamente em unidades de saúde. A iniciativa se articula por redes colaborativas de desenvolvimento social e é realizada por meio do manejo sustentável dos recursos naturais, garantindo a preservação do ambiente e a manutenção cultural das práticas tradicionais da região”, diz Flávio Lima. Segundo ele, a ação conta com o apoio da Prefeitura Municipal de Nova Lima, da Vale, da Caixa Econômica, e se articula também através do Fórum Municipal Lixo e Cidadania.

Sobre o interesse do instituto de ampliar a coleta, incentivando a participação de outros condomínios no projeto, o coordenador operacional afi rma que estão estruturando novas áreas para receber outras doações. Flávio Lima informa que entrará em contato com os condomínios e fará novas divulgações assim que tiver condições favoráveis.

DIVULGUE